Início

Antiga tecnologia persa para esfriar ambientes pode voltar a ser usada

Tão eficiente quanto ancestral, ela pode ser uma alternativa de refrigeração sustentável e econômica em tempos de crise climática
Por History Channel Brasil em 10 de Dezembro de 2021 às 15:42
Antiga tecnologia persa para esfriar ambientes pode voltar a ser usada-0

Em Yazd, cidade localizada no deserto do Irã, nasceu uma das mais antigas e eficientes invenções da história, criada pelos persas: o badgi, conhecido como “captador de vento”, ou “pega-ventos”. Trata-se de uma torre retangular, circular, quadrada ou de outras formas, que capta as rajadas de vento e as transforma em uma maneira rentável e ecológica de resfriamento.

Captura de vento

Com o uso de badgi, o ar que entra pelas aberturas é movido em direção às casas, gerando uma mudança na flutuabilidade, dependendo da temperatura, e fazendo com que o vento circule no interior do local. Desta forma, o ar quente sobe e sai do edifício pela torre, auxiliado pela pressão.

Torres de refrigeração em Yazd

Algumas das primeiras tecnologias de captura de vento vieram do Egito, há 3.300 anos, de acordo com os pesquisadores Chris Soelberg e Julie Rich, da Weber State University em Utah, Estados Unidos. Com o passar dos séculos, a invenção se propagou pelo norte da África e Oriente Médio. Os persas aperfeiçoaram o método, tornando-o mais eficaz.

Como  a ventilação mecânica convencional já é responsável por um quinto do consumo total de eletricidade em todo o mundo, alternativas antigas, como o coletor de vento, estão se tornando uma opção cada vez mais atraente. Atualmente, os cientistas estão reconsiderando o método persa pela sua capacidade de esfriar sem gerar emissões, como alternativa ecológica. Com a implementação desse sistema, poderia evitar-se o uso excessivo de combustíveis fósseis e métodos de refrigeração artificial que contribuem para o efeito estufa.