Início

China registra primeira morte de humano por vírus raro transmitido por macacos

Análises de saliva e sangue da vítima indicaram a presença da herpes B

O primeiro caso de morte humana provocada por um raro vírus transmitido por macacos foi registrado na China. A vítima foi um veterinário de 52 anos de Pequim. Ele teria se contaminado com herpes B ao dissecar um animal portador da doença.

Casos raros em humanos

O veterinário trabalhava em um laboratório especializado em primatas e morreu um mês após fazer a dissecação. De acordo com o Centro Chinês Para o Controle e Prevenção de Doenças, ele apresentou sintomas como náuseas, vômitos, febre e problemas neurológicos antes de morrer. Análises de saliva e sangue indicaram a presença do vírus da herpes B.

China registra primeira morte de humano por vírus raro transmitido por macacos - 1

Aparentemente o homem não transmitiu a doença para ninguém. Testes feitos em parentes e colegas da vítima não mostraram a presença do vírus. Segundo o Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos(CDC), já houve casos de pessoas infectadas com herpes B, mas esse é o primeiro registro de um caso fatal.

O vírus da herpes B (também chamado de macaco B), foi identificado pela primeira vez em 1932. Os poucos casos de infecção em humanos foram registrados em veterinários ou cientistas que trabalham com macacos rhesus. Eles foram expostos aos fluidos corporais dos animais após arranhões ou mordidas. Até hoje não houve registro de infecções de humano para humano.

VER MAIS


Fontes: Infobae e Sputnik

Imagens: iStock.com