Início

Descoberta de fóssil mostra "cuidado materno" de aranhas extintas

Segundo os cientistas, exemplos fossilizados desse tipo são extremamente raros

Pesquisadores encontraram fósseis de pequenas criaturas que viveram há 99 milhões de anos. Uma aranha fêmea e seus filhotes ficaram preservados em âmbar, registrando uma surpreendente cena de cuidado materno.  Um estudo publicado na revista “Proceedings of the Royal Society B: Biological Sciences” aborda a descoberta, feita em Mianmar.

Fêmea protegeu os filhotes

Aranhas são conhecidas por apresentarem cuidados maternos, mas exemplos fossilizados disso são muito raros. De acordo com Paul Selden, professor emérito Gulf-Hedberg da Universidade de Kansas, o âmbar preserva uma aranha lagonomegopidae fêmea agarrando um saco de ovos prestes a eclodir. Além disso, é possível observar um grupo de pequenas crias que tinham acabado de nascer. 

A cena sugere que os filhotes de aranha provavelmente ficaram perto de sua mãe por algum tempo após o nascimento. Segundo os pesquisadores, isso indica que a fêmea estava protegendo seu saco de ovos do perigo. 

O estudo diz que o cuidado materno pode ser definido como "qualquer esforço dos pais que melhore a aptidão de seus descendentes, e muitas vezes a um custo para a sobrevivência e reprodução futura dos pais”. “Embora esperássemos que as aranhas tivessem tido instintos maternais desde o início, é, sem dúvida, muito bom ter provas físicas reais do registro fóssil de cerca de 100 milhões de anos atrás”, disse Selden em entrevista à CNN.

VER MAIS


Fonte: CNN

Imagem: Xangbo Guo/Reprodução