Início

Escute o som de um buraco negro devorando uma estrela 

Pesquisadores usaram algoritmo para transformar ecos de raios-X em ondas sonoras
Por History Channel Brasil em 06 de Maio de 2022 às 19:53 HS
Escute o som de um buraco negro devorando uma estrela -0

Nos últimos dias, tanto a NASA quanto o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) divulgaram ruídos produzidos por buraco negros. No caso do MIT, foi usado um algoritmo chamado "Máquina de Reverberação" para apresentar o som de uma estrela sendo devorado por um deles. Já a agência espacial dos EUA conseguiu traduzir em áudio os dados astronômicos de dois deles, situados nas galáxias Messier 87 e no aglomerado de Perseu.

Tornando um buraco negro audível

Segundo a NASA, astrônomos descobriram que as ondas de pressão enviadas pelo buraco negro no centro do aglomerado de galáxias de Perseu causavam ondulações no gás quente que poderiam ser traduzidas em uma nota que os humanos não conseguem ouvir, cerca de 57 oitavas abaixo do dó central. Agora, a agência espacial conseguiu tornar esses sons audíveis pela primeira vez. Para isso, os sinais foram ressintetizados no alcance da audição humana, aumentando em 57 e 58 oitavas seu tom verdadeiro. Ouça:

A NASA também divulgou a sonificação de outro famoso buraco negro, situando na galáxia Messier 87 . "A região mais brilhante à esquerda da imagem é onde se encontra o buraco negro, e a estrutura no canto superior direito é um jato produzido pelo buraco negro. O jato é produzido pelo material caindo no buraco negro. A sonificação varre a imagem de três camadas da esquerda para a direita, com cada comprimento de onda mapeado para uma gama diferente de tons audíveis. As ondas de rádio são mapeadas para os tons mais baixos, os dados ópticos para os tons médios e os raios X detectados pelo Chandra para os tons mais altos. A parte mais brilhante da imagem corresponde à parte mais alta da sonificação, que é onde os astrônomos encontram o buraco negro de 6,5 bilhões de massa solar", diz um comunicado da agência. Ouça a sonificação: 

Já para o estudo do MIT, publicado no periódico científico Astrophysical Journal, os astrônomos procuraram por sinais vindos de binários de buracos negros, sistemas compostos por uma estrela que orbita um buraco negro (e é ocasionalmente devorada por ele). Esses sistemas podem produzir ecos sutis de raios-X.  Em sua busca, os cientistas descobriram oito novos binários de buracos negros ecoantes em nossa galáxia. Paralelamente, a professora Erin Kara trabalhou com os especialistas em educação musical  Kyle Keane e Ian Condry, para converter a emissão de um desses ecos em ondas sonoras audíveis. Ouça abaixo:

Fontes
NASA e MIT
Imagens
Aurore Simonnet/NASA’s Goddard Space Flight Center, via MIT