Início

Pesquisadores alertam para o derretimento iminente da "Geleira do Juízo Final"

Acelerado aquecimento pode provocar um colapso na estrutura em poucos anos e deixar várias regiões planetárias debaixo d’água
Por History Channel Brasil em 28 de Dezembro de 2021 às 19:04 HS
Pesquisadores alertam para o derretimento iminente da "Geleira do Juízo Final"-0

A geleira antártica Thwaites, que tem uma superfície equivalente ao território da Grã-Bretanha, é conhecida como a "Geleira do Juízo Final". Isso porque seu colapso pode gerar um drástico aumento do nível do mar, a ponto de promover catástrofes em praticamente todo o planeta. 

Elevação do nível do mar

Devido à extrema ameaça que representa, os cientistas estudam o comportamento da geleira há anos para prever como será sua evolução. Segundo os últimos prognósticos, um bloco enorme de gelo que funciona como barreira para o colapso da estrutura está derretendo.

Segundo os especialistas, o bloco de gelo que protege a geleira pode finalmente se romper em apenas cinco anos, momento a partir do qual a Thwaites começaria a quebrar e eventualmente se desprender, o que provocaria um aumento letal do nível do mar. Essa é a conclusão do International Thwaites Glacier Collaboration (ITGC), uma equipe de cientistas financiada pela Fundação Nacional de Ciências dos Estados Unidos e do Conselho de Pesquisa do Meio-Ambiente Natural do Reino Unido.

Derretimento de geleira



Segundo as estimativas, a Thwaites perdeu quase 600 bilhões de toneladas de gelo desde a década de 1980, aumentando os níveis do mar em todo o planeta. Durante as últimas décadas, a geleira acelerou drasticamente o ritmo com o qual perde gelo, especialmente pelo fluxo de rios de água quente em sua parte inferior e o aquecimento do ar e do oceano, produto da crise climática. 

A pesquisa, recentemente apresentada, adverte sobre mudanças fundamentais na água que circunda a geleira e na terra que a sustenta. Além disso, indica que a geleira contém água suficiente para elevar o nível do mar em mais de meio metro. Caso se alastre às geleiras ao redor, essa elevação tem potencial de chegar até três metros.

Recentemente, os pesquisadores advertiram que o fluxo de água quente sob a geleira é muito maior do que se pensava, e por isso temem um derretimento ainda mais acelerado.

Fontes
Clarín
Imagens
iStock e NASA