Início

Morre Stanislav Petrov, o homem que salvou o mundo de um holocausto nuclear

Por History Channel Brasil em 10 de Outubro de 2017 às 18:13
Morre Stanislav Petrov, o homem que salvou o mundo de um holocausto nuclear-0

Ele quebrou os protocolos soviéticos e evitou uma tragédia desnecessária. 

Vídeo relacionado:

Stanislav Petrov evitou uma tragédia nuclear quando desempenhava uma das funções mais críticas durante a Guerra Fria. Embora sua história tenha sido representada no documentário “The Man Who Saved the World” (O Homem que Salvou o Mundo, na tradução), ele morreu em Moscou praticamente no anonimato, em maio deste ano, aos 77 anos de idade.

A notícia sobre sua morte não teria sido divulgada se o diretor de cinema alemão Karl Schumacher, autor do documentário, não tivesse ligado para a casa de Petrov para lhe dar os parabéns por seu aniversário, no mês passado. Foi então que seu filho Dmitry Petrov lhe informou sobre seu falecimento.

Durante a Guerra Fria, Stanislav Petrov atuou como oficial do exército soviético em um dos centros de alerta precoce, monitorando radares. Certo dia, em setembro de 1983, os sistemas informáticos dispararam os alarmes após detectarem o lançamento de mísseis americanos.

Apesar de ser uma negligência flagrante do cumprimento de suas funções, Petrov decidiu que provavelmente seria um falso alarme e não relatou o incidente aos seus superiores. Anos depois, ficou-se sabendo que sua ação salvou o mundo de uma possível guerra nuclear, já que o protocolo soviético ordenava uma retaliação imediata diante de uma agressão nuclear.

De fato, investigações sobre o caso concluíram que os satélites soviéticos teriam interpretado erroneamente o reflexo da luz solar nas nuvens, confundindo esse fenômeno com os indícios de motores de mísseis balísticos intercontinentais.


Fonte: BBC

Imagem: RT