Início

O Reino Unido teria planejado um ataque nuclear contra a Argentina

A América do Sul quase foi palco de um ataque nuclear nos anos 1980. Pelo menos é que conta um livro sobre o ex-presidente francês Francois Mitterrand. De acordo com a obra,  a primeira-ministra britânica Margaret Thatcher pensou em utilizar armas atômicas contra a Argentina durante a Guerra das Malvinas (1982). 

O livro foi escrito por Alí Magoudi, psicanalista do ex-presidente francês. Segundo ele, Thatcher ameaçou a autorização de um ataque nuclear ao território argentino caso a França não entregasse informações sobre aviões e mísseis franceses fornecidos às Forças Armadas argentinas. A situação teria deixado Mitterrand assustado com a postura da primeira-ministra.

Os mísseis Exocet, de fabricação francesa, estavam fazendo estragos na frota britânica e Thatcher exigiu à França a entrega dos códigos secretos que permitiam inutilizá-los. De outra forma, segundo Magoudi, o ataque nuclear teria acontecido. “É uma mulher desenfreada. Vi-me obrigado a ceder; ela, agora, tem os códigos. Se for divulgado que os franceses neutralizam as armas que vendem, será um grande problema para nossas exportações”, teria dito Mitterrand. 

O autor afirma que Thatcher só abandonou o plano nuclear depois que Mitterrand lhe repassou informações sobre o material bélico vendido para a Argentina.  Investigações posteriores à guerra, realizadas pelo Partido Trabalhista inglês, afirmam que Margaret Thatcher pretendia lançar uma bomba atômica sobre a província argentina de Córdoba, na região central do país.


Fonte: El Objetivo 

Imagem: Shutterstock.com