Início

Casa Rosa: o prostíbulo mais famoso do Brasil durante décadas

Local foi ponto de encontro de gregos e troianos no Rio de Janeiro a partir da década de 1950
Autor
Thiago Gomide, do Tá Na História

Casa Rosa: o prostíbulo mais famoso do Brasil durante décadas - 1

Dos anos 50 aos 70, a Casa Rosa, em Laranjeiras, Rio de Janeiro, funcionou a todo vapor como um dos prostíbulos mais procurados da cidade. Engana-se que só por aqueles que estavam atrás de sexo. Pessoas que protestavam contra os militares no poder encontravam naquele cantinho um sossego único. Quem duvidaria de um grupinho discutindo política ao mesmo tempo que recebia massagem tântrica?

Famosos na Casa Rosa

Famosos também davam as caras. A entrada lateral ofertava o que essa moçada mais busca: discrição. O músico Lobão, por exemplo, é um dos que assinaram o ponto no casarão rosa da rua Alice. 

O general e presidente da República João Figueiredo anunciou que o fim da ditadura seria uma “distensão lenta, gradual e segura”. As palavras que decretavam o norte do país poderiam ser adaptadas para os próximos passos do cabaré. Da mesma forma que o regime político mudou de cara, o casarão também deixou as camas de lado. As pistas de dança ganharam cores.

Nos anos 2000, a Casa Rosa já era um lugar que misturava gregos e troianos. Tinha gente do forró. Tinha noite de funk. Tinha show de banda de rock dos anos 80. Tinha sinuca. Tinha cerveja barata. Até o Wando das calcinhas deu pinta por lá, nos fazendo lembrar das priscas eras.

Quer saber os detalhes desse espaço tão pitoresco e a participação dele na história do Brasil? Aperta o play:
 

Imagens
Thiago Gomide