Início

Casos de apologia ao nazismo no Brasil tiveram aumento de 900% na última década

Crescimento foi mais acentuado entre 2018 e 2020, quando os registros saltaram de 20 para mais de 100
Por History Channel Brasil em 28 de Outubro de 2021 às 13:06
Casos de apologia ao nazismo no Brasil tiveram aumento de 900% na última década-0

Denúncias de crimes de apologia ao nazismo no Brasil resultaram na abertura de 282 inquéritos entre os anos de 2011 e 2020, segundo dados da Polícia Federal. Os registros subiram de 11 em 2011 para 110 em 2020, o que representa um aumento de 900% em uma década. De acordo com a CNN Brasil, o crescimento foi mais acentuado entre 2018 e 2020, quando os casos saltaram de 20 para mais de 100 ao ano.

Casos recentes de apologia ao nazismo

Além disso, dados parciais de 2021 acrescentam ao menos 51 novos casos, o que eleva o total de inquéritos para 333. O estado com o maior número de registros é São Paulo, onde 77 inquéritos foram abertos desde 2011. Em seguida, aparecem o Rio de Janeiro, com 64 casos e o Paraná, com 28 registros.

Artefatos nazistas apreendidos no Rio de Janeiro
Artefatos nazistas apreendidos no Rio de Janeiro

Recentemente, casos envolvendo apologia ao nazismo no Brasil chamaram a atenção. No Rio de Janeiro, um suspeito de pedofilia foi preso com um acervo milionário de artefatos nazistas. Em Santa Catarina, uma fábrica de artefatos nazistas foi fechada pela polícia. No Rio Grande do Sul, uma estudante comemorou seu aniversário com um bolo estampado com a imagem de Adolf Hitler. 

Pela lei brasileira, apologia ao nazismo é crime. Nem é necessário haver atos de violência ou incitação direta à violência para que o delito ocorra. O código penal prevê pena de reclusão de dois a cinco anos para quem "fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo".

Fontes
CNN
Imagens
Polícia Civil/Divulgação