Início

Como uma formação rochosa mudou tudo o que se sabia sobre a história da Terra

Observações do Ponto Siccar em 1788 permitiram ao geólogo James Hutton concluir que nosso planeta é muito mais velho do que se imaginava até então
Por History Channel Brasil em 29 de Março de 2022 às 12:31 HS
Como uma formação rochosa mudou tudo o que se sabia sobre a história da Terra-0

Em 1788, James Hutton, pai da geologia moderna, visitou um penhasco conhecido como Ponto Siccar, na Escócia. A partir daí, tudo o que sabia sobre a formação da Terra começou a ser questionado. Isso porque, ao observar as rochas do local, o pesquisador constatou algo de que já suspeitava: nosso planeta é muito mais velho do que se imaginava até então.

Escalas de tempo extensas

No século XVIII, o consenso era que a Terra tinha entre 4 e 10 mil anos de idade, uma estimativa baseada em interpretações literais da Bíblia. Mas Hutton acreditava que nosso planeta era muito mais antigo do que isso. Ele começou a suspeitar disso quando se interessou pela agricultura.

James Hutton
James Hutton  (Imagem: Scottish National Gallery, via Wikimedia Commons

Hutton, que era médico de formação e havia enriquecido após empreender na área de química, se voltou para a agricultura após ter sido colocado de escanteio pela elite de Edimburgo. Depois de ter gerado um filho fora do casamento, ele passou a ser mal visto pela sociedade. Assim, ele se isolou em uma fazenda. Na área rural, ao observar as dificuldades de plantio causadas pela erosão, Hutton começou a prestar atenção nos ciclos de sedimentação e renovação do solo.

Foi nessa época que Hutton elaborou a teoria de que a Terra havia sido formada gradualmente, durante processos que se desenvolveram em escalas de tempo muito extensas. Assim, ele saiu pela Escócia procurando paisagens onde fosse possível observar com clareza diferentes períodos geológicos. Ele finalmente encontrou esse cenário no Ponto Siccar.

Desconformidade no Ponto Siccar
Desconformidade no Ponto Siccar (Imagem: Lisa Jarvis / Hutton's Unconformity, Siccar Point / CC BY-SA 2.0

O Ponto Siccar apresenta uma junção entre dois tipos distintos de rochas. O contraste é evidente entre as camadas verticais de pedra oceânica na base do penhasco e as camadas horizontais de arenito, bem mais acima. Com as observações de Hutton, foi possível concluir que a sobreposição rochosa não foi contínua, mas separada por um intervalo de 65 milhões de anos, durante o qual as rochas mais antigas foram alteradas e erodidas. Esse fenômeno é conhecido pelos geólogos como “desconformidade”.

No século XIX, as ideias de Hutton começaram a se consolidar entre seus pares. Seus estudos influenciaram até mesmo Charles Darwin. As observações de Hutton forneceram ao criador da Teoria da Evolução uma base para entender as diferentes eras geológicas e a evolução biológica que ele observou em registros fósseis.

Fontes
BBC e Rede Globo
Imagens
dave souza, via Wikimedia Commons