Início

Povoado medieval emerge das águas na Itália após décadas

Depois de permanecerem submersas por mais de 70 anos, as ruínas de Curon vieram à tona
Por History Channel Brasil em 05 de Outubro de 2021 às 14:33
Povoado medieval emerge das águas na Itália após décadas -0

Após a decisão de construir uma usina hidrelétrica, em 1950, a cidade medieval de Curon, no norte da Itália, foi submersa para dar lugar a um reservatório. Agora, o local voltou à tona, revelando suas ruínas históricas. 

Campanário visível 

Apesar da oposição dos seus habitantes da época, a construção do reservatório não parou, juntando os lagos Curon e Resia para a criação de um dique que hoje tem seis quilômetros de comprimento e um quilômetro de largura. Após a submersão de Curon sob as águas do novo lago artificial, a única estrutura que ficou visível foi o campanário da igreja, que data de 1357.

Ruínas de Curon ressurgem das águas

Mas, recentemente, a drenagem do reservatório foi necessária para a realização de obras de manutenção e renovação. Isso fez com que os vestígios da vila medieval emergissem pela primeira vez em sete décadas.

A seca temporária revelou uma paisagem que havia ficado esquecida pelo tempo. Assim, ruas, escadarias, telhados e porões puderam ser vistos novamente. Centenas de turistas aproveitaram a oportunidade para contemplar e fotografar o local histórico.

Fontes
La Nación e IFLScience
Imagens
iStock e Luisa Azzolini/Reprodução