Início

Um buraco enorme a céu aberto na Rússia. O que ele tem de especial?

O homem é capaz de alterar de maneira drástica as paisagens pelo mundo. Um caso desses se aplica à chamada República da Iacútia, na Rússia. Ali foi escavado um imenso buraco, em um estado cujo imenso território é escassamente habitado, com 40% de sua área a norte do Círculo Polar Ártico e coberta de permafrost.

O buraco na foto acima é da mina de diamantes de Udachnaya, com 600 metros de profundidade, o que a torna a mais profunda do mundo na exploração dos brilhantes. Ela foi descoberta em 15 de Junho de 1955 e é responsável por 90% da produção dos brilhantes na Rússia e 27% do mundo.

A mina tem reservas estimadas em 225,8 milhões de quilates de diamantes e uma capacidade de produção anual de 10,4 milhões de quilates. Pode-se imaginar quantos já não fizeram a riqueza por lá. Atualmente, a mina é controlada pela empresa russa Alrosa.

No final de 2014, foi encontrada uma estranha pedra, com mais de 30 mil pequenos diamantes, que surpreendeu pesquisadores pelo mundo. O fato extraordinário é que a rocha encontrada tinha 30mm, ou seja, apresentou uma concentração um milhão de vezes maior do que o normal.

Fontes: Mining.com , The Telegraph

Foto: Stepanovas (Stapanov Alexander) com alterações de Michiel Sikma in 2006. (Trabalho próprio) [GFDL or CC-BY-SA-3.0], via Wikimedia Commons