Hoje na história

10.jul.1943

Aliados chegam à Sicília, na Itália

Em um dia como este, no ano de 1943, os Aliados deram início à invasão de parte da Europa que era controlada pelo Eixo, com o o desembarque na Sicília, no Sul da Itália. As tropas encontraram pouca resistência dos desmoralizados sicilianos. O 8º exército britânico, sob o comando do marechal de campo Bernard Law Montgomery, desembarcou no sudeste da ilha, enquanto o 7º exército dos EUA, sob comando do general George S. Patton, desembarcou na costa sul da Sicília. Em três dia, 150 mil soldados aliados estavam em terra na ilha siciliana.

O líder alemão Adolf Hitler sabia que a invasão aliada na Europa controlada pelos nazistas era iminente. Como as conquistas da Alemanha se estendiam da Grécia à França, Hitler não foi capaz de concentrar suas forças em um único lugar. Em um elaborado plano para desviar as forças alemãs fora da Itália, um submarino britânico, próximo da Espanha, lançou o cadáver de um inglês trajado com o uniforme de um alto militar britânico, carregando o que pareciam ser cartas oficiais de aliados descrevendo planos para uma invasão da Grécia. O corpo foi encontrado, e as cartas levadas pelos espanhóis para o alto comando alemão, que reforçaram as suas unidades na Grécia. Desta maneira, o Eixo tinha apenas 10 divisões italianas e duas unidades “panzer” alemãs na Sicília quando as forças aliadas atacaram nas primeiras horas da manhã de 10 de julho.

Em Roma, a invasão aliada da Sicília, levou ao colapso do governo de Mussolini. No início da manhã de 25 de julho, ele foi forçado pelo Grande Conselho Fascista a pedir demissão e foi preso mais tarde naquele dia. Em 26 de julho, o marechal Pietro Badoglio assumiu o controle do governo italiano. O novo governo entrou imediatamente em negociações secretas com os Aliados, apesar da presença de numerosas tropas alemãs na Itália. Em 3 de setembro, o 8º exército de Montgomery começou uma invasão ao continente italiano na Calábria, e o governo italiano concordou em render-se aos Aliados. Pelos termos do acordo, os italianos seriam tratados com clemência caso colaborassem com os Aliados na expulsão dos alemães da Itália. Mais tarde, naquele mês, Mussolini foi resgatado de uma prisão nas montanhas de Abruzzo pelos alemães e foi designado líder de um estado “fantoche” nazista no norte da Itália.

Em outubro, o governo Badoglio declarou guerra à Alemanha, mas o avanço dos Aliados na Itália foi lento e custoso. Roma caiu em junho de 1944, altura em que um impasse se seguiu, já que forças britânicas e norte-americanas estavam empenhando boa parte de seus recursos na invasão da Normandia. Em abril de 1945, uma nova grande ofensiva começou e, em 28 de abril, Mussolini foi capturado por guerrilheiros italianos e sumariamente executado. As forças alemãs na Itália se renderam no dia 1o. de maio. Seis dias depois, toda a Alemanha faria o mesmo.

 


Imagem: [Domínio público], via Wikimedia Commons