Início

Arquitetura perde os traços da consagrada Zaha Hadid

Por History Channel Brasil em 19 de Dezembro de 2016
Arquitetura perde os traços da consagrada Zaha Hadid-0

No dia 31 de março de 2016 morreu, aos 65 anos, em Miami, nos EUA, a premiada arquiteta iraquiana-britânica Zaha Mohammad Hadid. Ela foi vítima de um ataque cardíaco, aos 65 anos, quando estava internada para se tratar de uma bronquite.

 

Nascida em Bagdá, em 31 de outubro de 1950, ele era identificada com a corrente desconstrutivista da arquitetura. Em 2004, Zaha Hadid se tornou a primeira mulher a receber o Prêmio Pritzker de Arquitetura pelo conjunto de sua obra. Anteriormente, recebeu a Ordem do Império Britânico pelos serviços realizados à arquitetura. Em 2015, foi também a primeira mulher a ser laureada com a medalha de ouro do Royal Institute of British Architects.

 

Grande parte da sua obra é conceitual. Entre seus projetos executados estão Vitra Fire Station (1993), Weil am Rhein, Alemanha; Centro Rosenthal de Arte Contemporânea (1998), Cincinnati, Ohio, EUA; Terminal Hoenheim-North & estacionamento (2001), Estrasburgo, França; Bergisel Ski Jump (2002), Innsbruck, Áustria; e o Centro Aquático de Londres (2011), Londres, Inglaterra. 

 


 

By ©Simone Cecchetti (https://www.flickr.com/photos/eager/16801531300) [CC BY 2.0], via Wikimedia Commons