Início

Assassinato do governador da Paraíba é estopim para Revolução de 1930

Assassinato do governador da Paraíba é estopim para Revolução de 1930 -0

No dia 26 de julho de 1930 era assassinado, em Recife, João Pessoa Cavalcanti de Albuquerque, então governador do estado da Paraíba. Sua morte serviu como estopim para a Revolução de 30, golpe de estado liderado por Getúlio Vargas. O crime foi cometido por João Dantas, na Confeitaria Glória. Durante seu governo, entre os anos de 1928 e 1930, João Pessoa promoveu uma reforma na estrutura político-administrativa, instituiu a tributação sobre o comércio entre o interior paraibano e o porto de Recife, medida que gerou descontentamento entre os fazendeiros do interior. Defensores de João Pessoa alegam que ele combateu as oligarquias locais e era contrário aos interesses de grupos tradicionais, embora sua origem fosse de família de oligarcas. A cidade de João Pessoa, capital da Paraíba, é assim denominada em memória ao governador assassinado. João Pessoa nasceu no dia 24 de janeiro de 1878, em Umbuzeiro (PB). Ele tinha 52 anos quando foi assassinado.

 


Imagem: [Domínio público], via Wikimedia Commons