Início

Ennio Morricone, lendário compositor de trilhas sonoras, morre aos 91 anos

 Ennio Morricone, lendário compositor de trilhas sonoras, morre aos 91 anos-0

O maestro e compositor de trilhas sonoras Ennio Morricone morreu aos 91 anos em 6 de julho de 2020, em Roma. Ele se popularizou a partir da década de 1960 ao compor as músicas de filmes de western spaghetti dirigidos por Sergio Leone, como Três Homens em Conflito e Por um Punhado de Dólares. O músico estava internado após sofrer uma queda e quebrar o fêmur.

Nascido em Roma, Ennio Morricone se interessou cedo por música. Seu pai, um músico profissional, foi seu primeiro professor. Aos 12 anos, ele começou a estudar em um conservatório.

Na década de 1950, Morricone começou a criar arranjos para programas de rádio e televisão. Além disso, ele também arranjava músicas para artistas populares, como Rita Pavone. No início dos anos 1960, passou a assinar trilhas sonoras cinematográficas.

Em 1964, começou sua parceria com o diretor Sergio Leone, que havia sido seu colega de escola na infância. O primeiro trabalho deles juntos foi em Por um Punhado de Dólares (1964), clássico do western spaghetti, que projetou o astro Clint Eastwood. O filme inaugurou uma trilogia, da qual também fazem parte os filmes Por uns Dólares a Mais (1965) e Três Homens em Conflito (1966). Todos são estrelados por Eastwood e têm trilha de Morricone.

A trilha sonora de Morricone para o clássico de Leone Era uma Vez no Oeste (1968) vendeu cerca de 10 milhões de cópias. A última vez em que os dois trabalharam juntos foi em Era uma Vez na América (1984), derradeiro filme de Leone.

Nos anos seguintes, Morricone trabalhou com diretores consagrados como Giuseppe Tornatore, Brian de Palma, John Carpenter e Terence Malick, entre outros. Em 2007, ganhou um Oscar especial pelo conjunto da obra. Ele foi indicado para o prêmio seis vezes na categoria de Trilha Sonora Original e finalmente levou a estatueta para casa em 2016, por seu trabalho em Os Oito Odiados, de Quentin Tarantino.


Imagem: Nicolas Genin, via Wikimedia Commons