Hoje na história

10.nov.1955

Escola de Samba Mocidade Independente é fundada

Uma das mais tradicionais escolas de samba do Rio de Janeiro era fundada em um dia como este, no ano de 1955. Trata-se da Mocidade do Independente de Padre Miguel, que nasceu longe do badalado centro da cidade do Rio, mas espremida entre os maciços do Gericinó e da Pedra Branca. Primeiramente, as movimentações de samba na área começaram por conta do time de várzea Independente Futebol Clube. Os boleiros faziam sambas animados depois das partidas e assim foi reunindo um pessoal mais entusiasmado, que montou um bloco de carnaval, chamado Mocidade do Independente. Em 1955, a ideia de transformar o bloco em uma escola de samba começou a ganhar força. Dois grupos estavam concorrendo para isso na região: Mocidade do Independente e a Unidos da Rua D.

Contam que o responsável pela escolha da campeã, o então deputado Waldemar Vianna, assistiu às apresentações dos grupos e anunciou o resultado: para a felicidade geral do bairro, a Unidos seria o melhor bloco, e a Mocidade, a melhor escola daquele carnaval. Alguns meses depois, estava sacramentada a criação da escola, que, de acordo com o seu site oficial, já foi campeã sete vezes do carnaval. Uma das marcas registradas da Mocidade Independente é a sua tradicional bateria, a primeira a fazer coreografias na história do carnaval. Um dos sambas mais conhecidos da Mocidade talvez seja o de 1990, quando a escola fez uma homenagem à própria história com "Vira, virou, a Mocidade chegou", que lhe rendeu o título daquele ano.

 


Imagem:  via Wikimedia Commons