Hoje na história

15.ago.1961

Muro de Berlim é construído

No dia 15 de agosto de 1961, dois dias depois de fechar a passagem livre entre Berlim Oriental e Ocidental com arame farpado, as autoridades da Alemanha Oriental começaram a construir uma enorme parece, que mais tarde ficaria conhecida como o Muro de Berlim, com o objetivo de bloquear permanentemente o acesso para o Ocidente. Pelos próximos 28 anos, o fortificado Muro de Berlim seria o símbolo mais tangível da Guerra Fria.

Em 1961, as tensões da Guerra Fria sobre Berlim voltaram a crescer. Os alemães orientais, insatisfeitos com a vida sob o regime comunista, estavam trocando para o lado ocidental. Entre 1949 e 1961, cerca de 2,5 milhões de alemães orientais fugiram do Leste para a Alemanha Ocidental, a maioria via Berlim Ocidental. Em agosto de 1961, uma média de 2.000 alemães orientais estavam atravessando para o Oeste a cada dia. Muitos dos refugiados eram trabalhadores qualificados, profissionais e intelectuais, e sua perda teve um efeito devastador sobre a economia da Alemanha Oriental. Para travar o êxodo para o Ocidente, o líder soviético Nikita Khruschev recomendou à Alemanha Oriental que fechasse o acesso entre Berlim Oriental e Ocidental.

Na noite de 12-13 agosto de 1961, soldados da Alemanha Oriental estenderam mais de 42 quilômetros de arame farpado no coração de Berlim. No dia 15 de agosto, eles começaram a substituir arame farpado com concreto. Durante o resto de 1961, o Muro de Berlim continuou a crescer em tamanho e, em alguns trechos, consistia em uma série de paredes de concreto de até 15 metros de altura. Elas foram cobertas com arame farpado e vigiadas por torres, metralhadoras e minas. Na década de 1980, este sistema de paredes e cercas eletrificadas se estendida por 45 quilômetros através de Berlim e 120 quilômetros ao redor de Berlim Ocidental, separando-a do resto da Alemanha Oriental. Os alemães também ergueram uma extensa barreira ao longo da fronteira de mais de 1,3 mil quilômetros entre Alemanha Oriental e Ocidental.

Em 1989, o regime comunista da Alemanha Oriental foi esmagado pela democratização que varreu a Europa Oriental. Na noite de 9 de novembro de 1989, a Alemanha Oriental anunciou uma flexibilização das restrições de viagens para o Ocidente, e milhares de pessoas exigiram passagem pelo Muro de Berlim. Diante de manifestações crescentes, os guardas de fronteira da Alemanha Oriental abriram as fronteiras. Em 1990, a Alemanha Oriental e Ocidental foram formalmente reunidas.

 


Imagem: [Domínio público], via Wikimedia Commons