Hoje na história

10.set.1976

Nasce o ex-tenista Gustavo Kuerten, tricampeão de Roland Garros

No dia 10 de setembro de 1976 nascia, em Florianópolis (SC), Gustavo Kuerten, mais conhecido como Guga, um ex-jogador de tênis brasileiro, ex-número um do mundo e tricampeão de Roland Garros. De ascendência alemã, começou a jogar tênis aos seis anos. Seu pai, um jogador de tênis amador, morreu enquanto treinava um grupo de crianças em Curitiba, quando Guga tinha apenas oito anos de idade. Seu irmão mais novo, Guilherme, falecido em 2007, sofreu danos cerebrais durante o nascimento, que resultaram em uma deficiência mental. O sofrimento do irmão marcou Guga durante toda a sua carreira. O ex-tenista criou o Instituto Guga Kuerten (IGK) para incentivar o esporte e ajudar os portadores de necessidades especiais. Guga ainda doava ao seu irmão todos os troféus que ganhava. Aos 14 anos, conheceu o técnico Larri Passos, que convenceu a família de Guga de que ele tinha talento suficiente para fazer do tênis seu modo de vida. Passos tornou-se seu treinador, e os dois começaram a viajar pelo mundo nos torneios juvenis, até que, finalmente, em 1995, Guga Kuerten começou sua carreira profissional. Em 1997, com 21 anos e contra todas as probabilidades, Guga se tornou o novo campeão de Roland Garros, um dos torneios de maior prestígio do mundo. No entanto, o sucesso inesperado e a fama instantânea resultaram numa queda de rendimento na temporada seguinte, quando Guga caiu precocemente em Roland Garros, em 1998. Contudo, rapidamente, Guga mostrou o seu talento. Em 2000 e 2001 vieram mais dois títulos de Roland Garros e também o posto de número um do mundo por 43 semanas seguidas. Fora isso, Guga ainda venceu a Masters Cup, em Lisboa, torneio que reuniu os oito melhores tenistas da temporada. Ao todo, foram 22 títulos de simples na sua carreira. A partir de 2004, Guga começou a sofrer com lesões no quadril e precisou passar por cirurgias. Apesar do seu esforço em tratamentos de fisioterapia, o tenista não conseguiu mais retornar à forma que o consagrou número um do mundo. Em 25 de maio de 2008, ele jogou sua última partida de tênis, em Roland Garros, o torneio onde viveu seus maiores dias de glória. Como jogador, ele era conhecido pelo seu forte saque, a paralela de esquerda e um grito particular quando acertava a bola.

 

 


Imagem:  via Wikimedia Commons