Hoje na história

02.jan.1982

Ocorre o sangrento Massacre de Hama, na Síria

No dia 2 de fevereiro de 1982, ocorria um dos episódios mais sangrentos da história recente do Oriente Médio: o massacre de Hama, no norte da Síria.

Vídeo relacionado:
O confronto colocou, de um lado, a comunidade sunita - que contava com o apoio da Irmandade Islâmica - e, do outro, as forças do governo, compostas pelos alawitas, uma minoria que controlava o país e que fazia parte do Partido Ba'ath, que estava no poder desde 1963 após um golpe de Estado.

As tensões entre os dois grupos vinham crescendo. Em 1980, Damasco promulgou uma lei que tornava crime capital afiliar-se à Irmandade. No mesmo ano, os sunitas falharam numa tentativa de assassinato do presidente.

Na madrugada de 2 de fevereiro, os sunitas de Hama se rebelaram contra as forças do governo e assassinaram vários oficiais. A cidade foi declarada território livre sunita, desafiando o poder oficial. O presidente Hafez al-Assad não mediu esforços para esmagar os rebeldes. A Anistia Internacional estima que entre 10 mil e 25 mil pessoas morreram em Hama, a maioria civis, mas esse número pode chegar a 40 mil. Números oficiais apontam que duas mil pessoas morreram. Há poucas imagens disponíveis, mas relatos apontam que a cidade foi reduzida a escombros.

 


Zona de Conflito

Como é viver em uma região em conflito? O fotógrafo e documentarista brasileiro Gabriel Chaim esteve no epicentro de conflitos armados pelo mundo e vai nos contar essa história. Ele, que já passou pela guerra civil da Síria, o golpe militar no Egito, conflitos no Iraque, Irã e Faixa de Gaza, vai detalhar, em oito episódios, o que viu em suas viagens.

Zona de Conflito estreia sábado, 4 de fevereiro, às 23h35 no History.

 

IMAGENS: Orlok / ART production / Shutterstock, Inc.
FONTES: Wikipedia.com / Globo.com