Hoje na história

26.jul.2020

Olivia de Havilland, atriz de ...E o Vento Levou, morre aos 104 anos

A atriz Olivia de Havilland morreu em 26 de julho de 2020, aos 104 anos, de causas naturais, em Paris. Ela se consagrou ao fazer o papel de Melanie Hamilton-Wilkes, no clássico filme ...E o Vento Levou. A artista foi uma das maiores estrelas da era de ouro de Hollywood.

Olivia nasceu em Tóquio, no Japão, onde seu pai dava aula de inglês e francês na Universidade Imperial. Sua mãe, Lillian Fontaine, também era atriz. Quando tinha três anos de idade, sua família voltou a morar na Grã-Bretanha. Depois disso, eles se estabeleceram na Califórnia, nos Estados Unidos.

Na época da escola, Olivia começou a atuar em peças teatrais amadoras. Ela fez sua estreia no cinema em uma adaptação de Sonho de uma Noite de Verão, de Shakespeare, lançada em 1935. Em seguida, ela protagonizou diversos filmes ao lado do galã Errol Flynn.

A atriz se popularizou de vez ao interpretar Melanie Hamilton-Wilkes em ...E o Vento Levou (1939), ao lado de Vivian Leigh e Clark Gable. Pelo papel, ela recebeu sua primeira indicação ao Oscar, na categoria de melhor Atriz Coadjuvante. Quem acabou levando o prêmio foi sua amiga e colega de filme Hattie McDaniel, a primeira atriz negra a receber a estatueta. 

Em 1946, ela ganhou seu primeiro Oscar, como Melhor Atriz, por seu papel em Só Resta uma Lágrima. Em 1949, Olivia foi premiada novamente com a estatueta por sua atuação em Tarde Demais. Ela também ficou conhecida por sua rivalidade com a irmã mais nova, a atriz Joan Fontaine. As duas disputaram o Oscar de Melhor Atriz em 1941, quando Joan saiu vencedora.

Olivia continuou atuando em dezenas de filmes até a década de 1980. Depois disso, aproveitou sua aposentadoria em Paris. Em 2019, ela chamou atenção ao aparecer andando de bicicleta para comemorar seus 103 anos. 


Imagens: Divulgação e John Mathew Smith, via Wikimedia Commons