Hoje na história

03.mar.1938

Petróleo é descoberto na Arábia Saudita

Em 3 de março de 1938, uma descoberta alteraria a geopolítica do Oriente Médio para sempre. Naquela data, pela primeira vez, foi encontrado petróleo na Arábia Saudita. A prospecção foi realizada por uma companhia norte-americana, que já procurava o ouro negro no local há alguns anos.

Já se sabia do potencial da região em abrigar grandes reservas de petróleo há bastante tempo. Décadas antes, a substância havia sido descoberta nos vizinhos Irã e Iraque. Por isso, no início dos anos 1930, a família real saudita deu concessão para empresa Standard Oil of California (Socal) buscar petróleo no país. A empresa logo criou uma subsidiária chamada California Arabian Standard Oil Company (Casoc).

Após obter a concessão, a Casoc identificou uma área promissora chamada Dammam Nº 7. Após três anos de exploração, no início de março de 1938, finalmente acharam petróleo na região. Logo depois, foi descoberto que o país abrigava as maiores reservas de petróleo cru do planeta. Para o rei, a renda vinda do petróleo significava que Arábia Saudita se tornaria um dos países mais ricos do mundo.

Em 1943, o nome da companhia mudou para Arabian American Oil Company (Aramco). No começo dos anos 50, houve uma mudança na concessão: o lucro vindo do petróleo seria divido pela metade entre sauditas e americanos. Em 1960, o país se tornou um dos sócios-fundadores da Opep, entidade com grande poder de influência sobre o preço e distribuição do produto.

O embargo da Opep a países ocidentais nos anos 1970 causou uma grave crise energética no mundo no período. Em 1988, após anos de disputa pelo preço e disponibilidade do produto, a empresa foi comprada pelo governo saudita e passou a se chamar Saudi Aramco.

Hoje em dia, estima-se que as reservas de petróleo no país sejam equivalentes a 268 bilhões de barris. As grandes reservas são constante fonte de tensão e disputas. Em 1991, durante a Guerra do Golfo, iraquianos chegaram a invadir cidades sauditas, após a invasão do Kwait. Durante o conflito, a Arábia Saudita serviu de base para seus aliados dos Estados Unidos. O conflito terminou com a derrota dos iraquianos.

Imagem: Domínio Público