Hoje na história

09.Abr.2021

Príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth II, morre aos 99 anos

O príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth II, do Reino Unido, morreu em 9 de abril de 2021, aos 99 anos. A causa ainda não foi revelada, mas ele havia sido submetido a uma cirurgia cardíaca recentemente. Ele foi o consorte mais velho e de maior reinado na história da monarquia britânica, além de ter sido o homem mais velho da história da família real.

Filho do príncipe André da Grécia e Dinamarca e da princesa Alice de Battenberg, Philip Mountbatten nasceu na Grécia, sendo membro das famílias reais grega e dinamarquesa. Porém, ele foi expulso do país junto com os pais enquanto ainda era criança durante o Golpe de 1922. Philip estudou na França, Inglaterra, Alemanha e Escócia, entrando na Marinha Real Britânica em 1939, aos dezoito anos. Ele começou a se corresponder no mesmo ano com a então princesa Elizabeth, filha mais velha e herdeira do rei George VI do Reino Unido. 

Philip serviu no Mediterrâneo e no Pacífico durante a Segunda Guerra Mundial. Após o fim do conflito, ele recebeu permissão do rei para se casar com Elizabeth. Philip abriu mão de seus títulos gregos e dinamarqueses antes do anúncio oficial, abandonou a Igreja Ortodoxa Grega, converteu-se ao anglicanismo e naturalizou-se cidadão britânico, adotando o sobrenome Mountbatten de seus avós maternos. Os dois se casaram no dia 20 de novembro de 1947 após cinco meses de noivado.

Ao se casar, Philip passou a ser tratado como "Sua Alteza Real" e recebeu o título de Duque de Edimburgo. Ele continuou no serviço ativo da marinha até Elizabeth ascender ao trono em 1952, tendo alcançado a patente de comandante. Ele foi patrono de mais de oitocentas organizações e realizou diversos deveres oficiais sozinho e principalmente junto com a rainha. Eles tiveram quatro filhos: Charles, Anne, Andrew e Edward. 

O príncipe tinha a reputação de ser franco e espontâneo. Ele ficou conhecido por fazer observações e piadas que foram interpretadas como engraçadas ou gafes. Algumas delas foram consideradas politicamente incorretas ou mesmo ofensivas, mas geralmente eram consideradas como típicas de alguém de sua idade e formação. Philip aposentou-se de suas funções reais em 2 de agosto de 2017, aos 96 anos, tendo concluído 22.219 compromissos desde 1952.


Imagem: Featureflash Photo Agency / Shutterstock.com