Hoje na história

24.jul.1959

Richard Nixon e Nikita Kruschev protagonizam o Debate da Cozinha

Em julho de 1959, Richard Nixon, vice-presidente dos Estados Unidos, viajou a Moscou para abrir a Feira Comercial e Cultural dos EUA no Parque Sokolniki. Na exposição, a General Electric montou uma cozinha-modelo com seus equipamentos mais modernos. Lá, no dia 24 daquele mês, Nixon e o primeiro-ministro soviético Nikita Kruschev tiveram uma discussão improvisada sobre os méritos do capitalismo e do comunismo. O episódio, um dos mais famosos da Guerra Fria, ficou conhecido como Debate da Cozinha.

No final de 1958, a União Soviética e os Estados Unidos resolveram promover um intercâmbio de exposições nacionais como parte de uma nova política de troca cultural. A exposição soviética foi inaugurada em Nova York, em junho de 1959, enquanto o evento dedicado aos EUA aconteceu no parque Sokolniki, em Moscou, em julho do mesmo ano.

Antes de a exposição de Moscou ser oficialmente aberta ao público, o vice-presidente Nixon recebeu o líder soviético Kruschev durante uma visita ao local. Quando Nixon apresentou alguns aparelhos de televisão em cores fabricados nos EUA, Kruschev se irritou e desdenhou da tecnologia do país rival. Segundo ele, a União Soviética também iria fabricar equipamentos como aqueles dentro de pouco tempo.

Com um pequeno exército de repórteres e fotógrafos atrás deles, Nixon e Kruschev continuaram sua discussão acalorada na cozinha de uma casa modelo construída na exposição. A tensão entre os dois foi crescendo: os líderes começaram a falar mais alto e a apontar os dedos um para o outro. 

Nixon sugeriu que as constantes ameaças de Kruschev de usar mísseis nucleares poderiam levar à guerra, e repreendeu o soviético por interrompê-lo constantemente enquanto falava. Sentindo-se acuado, Kruschev advertiu que "consequências muito ruins" poderiam resultar daquela discussão. Talvez sentindo que havia ido longe demais, o líder soviético observou em seguida que simplesmente queria "paz com todas as outras nações, especialmente com os Estados Unidos". Então, Nixon admitiu timidamente que "não havia sido um anfitrião muito bom". O "Debate da Cozinha" virou notícia de primeira página nos Estados Unidos no dia seguinte. 


Imagem: Thomas J. O'Halloran/Library of Congress, via Wikimedia Commons