Hoje na história

13.Abr.1964

Sidney Poitier é o primeiro negro a ganhar o Oscar de Melhor Ator

No dia 13 de abril de 1964, Sidney Poitier se tornou o primeiro negro a ganhar o Oscar de Melhor Ator, pelo seu papel como um operário que ajuda a construir uma capela em "Uma Voz nas Sombras" (1963). Ao receber a estatueta das mãos da atriz Anne Bancroft, ele ganhou dela um beijo na bochecha, gesto que causou um certo escândalo entre o público mais conservador da época.

Poitier nasceu em 1924, quando seus pais, que moravam nas Bahamas, estavam visitando os Estados Unidos. Na adolescência, ele abandonou a escola e voltou para os EUA para se alistar no Exército durante a Segunda Guerra Mundial. Após seu período militar, ele se interessou por teatro e se inscreveu no American Negro Theatre, em Nova York. Rejeitado inicialmente por causa de seu forte sotaque, Poitier praticou até dominar o modo de falar dos EUA. Assim, acabou admitido pela companhia. Ele estreou na Broadway em 1946 e em 1950 atuou pela primeira vez no cinema.

Recusando-se a interpretar papéis estereotipados, Poitier abriu portas para os artistas que o seguiram. Com sua histórica vitória no Oscar, Poitier tornou-se apenas o segundo afro-americano a ganhar uma estatueta da Academia. A primeira pessoa negra a receber a premiação foi Hattie McDaniel, que venceu na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante em 1939 por "...E o Vento Levou". McDaniel interpretou Mammy, mulher escravizada que servia à protagonista Scarlett O'Hara. Mais tarde essa personagem seria criticada por representar um estereótipo de afro-descendentes. Em 2002, Poitier recebeu um Oscar honorário pelo conjunto da obra.


Imagem: Featureflash Photo Agency / Shutterstock.com