Hoje na história

22.nov.1942

Soviéticos cercam alemães em Stalingrado

Em um dia como este, no ano de 1942, um contra-ataque soviético cercou 250 mil soldados alemães, no sul de Kalach, no rio Don, em Stalingrado, durante a Segunda Guerra Mundial. Diante da situação que se complicava, o general alemão Friedrich Paulus pediu permissão a Berlim para bater em retirada, porém Hitler não permitiu. O líder nazista estava obcecado em conquistar Stalingrado e disse que era para os homens manterem posição, enquanto eram enviados reforços. Porém, era tarde demais: os alemães estavam exaustos e foi uma questão de tempo para que se rendessem, já que estavam cercados e não havia maneira de chegar comida, agasalhos, munição ou combustível até eles. Além disso, eles também enfrentavam o rigoroso inverno russo. Muitos morreram de fome, falta de cuidados médicos ou congelados. No dia 2 de fevereiro de 1943, quando ocorreu a rendição alemã, cerca de 91 mil soldados foram presos, incluindo 22 generais. Apenas cinco mil conseguiram voltar para casa.

Esta batalha, iniciada em 17 de julho de 1942, representou um ponto de virada na frente leste da guerra. É considerada uma das maiores e mais sangrentas da história. Estima-se que o confronto deixou 2 milhões de mortos e feridos, entre soldados e civis.

 


Imagem: Bundesarchiv, Bild 183-R90142 / CC-BY-SA [CC BY-SA 3.0 de], via Wikimedia Commons