Início

Surgem as primeiras notícias de campos de extermínio na Segunda Guerra

Surgem as primeiras notícias de campos de extermínio na Segunda Guerra-0

Neste dia, no ano de 1942, um jornal clandestino chamado Liberty Brigade, de Varsóvia, na Polônia, tornou público, pela primeira vez, o extermínio de dezenas de judeus envenenados com gás em Chelmno, um campo de extermínio que havia iniciado suas operações sete meses antes. A notícia veio à tona com a fuga de jovem judeu, Emanuel Ringelblum, que escapou de Chelmno, onde era forçado a enterrar os corpos de mortos por envenenamento por gás. De fato, o que estava ocorrendo era a "Solução Final", o extermínio em massa dos judeus da Europa. Setecentos deles foram assassinados pelo gás inalado em furgões usado para transportá-los para a aldeia de Chelmno. Nestes veículos, os canos de escapamento soltavam gás para dentro dos veículos onde os prisioneiros eram colocados. Este método se tornaria a câmara de morte para um total de 360 mil judeus de mais de 200 comunidades na Polônia. A vantagem dessa forma de extermínio é que era silenciosa e invisível.

 


 

Foto: via Wikimedia