Hoje na história

29.ago.1842

Tratado de Nanquim marca o fim das Guerras do Ópio

O Tratado de Nanquim (Nanjing em chinês) foi assinado em 29 de agosto de 1842. Foi um tratado de paz entre o Império Britânico e a Dinastia chinesa Qing que marcou o final das Guerras do Ópio (foram duas guerras que duraram de 1839 a 1842 e de 1856 a 1860 respectivamente, como ponto culminante dos conflitos comerciais entre a China e o Reino Unido. O contrabando britânico de ópio da Índia Britânica para a China e os esforços do governo chinês para impor suas leis contra as drogas levaram ao conflito).

O interesse principal do tratado era mudar a forma do comércio exterior que permanecia desde 1760. O tratado abolia o monopólio das treze fábricas no comércio estrangeiro em Cantão e em troca foram abertos cinco portos: os de Cantão, Amoy, Foochow, Ningpo e Shanghai, onde os britânicos puderam comercializar livremente. O Império Britânico também adquiriu o direito de enviar cônsules a estes portos abertos (Treaty Ports), aos quais era dado o direito de se comunicar diretamente com as autoridades chinesas locais. Também ficou estipulado que o comércio nestes portos estaria sujeito a tarifas fixas, que fossem acordadas entre os britânicos e o Governo Qing. O Tratado de Nanquim foi o primeiro de uma série de tratados durante o século XIX entre a China e as nações europeias aos quais se conhece como "Tratados Desiguais".

 


Imagem: Le Figaro, Hors-Serie "Pekin" [Domínio público], via Wikimedia Commons