04.set.1992

Morre Luis Cardoza, crítico de arte guatemalteco

Luis Cardoza e Aragón nasceu em 21 de junho de 1901 e faleceu em 4 de setembro de 1992. Foi um escritor, novelista, poeta e ensaísta guatemalteco. Cresceu e foi educado na Cidade da Guatemala até que em 1920 viajou para Paris, onde entrou em contato com alguns dos escritores mais influentes do momento, como André Breton e seu compatriota Miguel Ángel Asturias. 

Antes de morrer no México em 1992, Cardoza e Aragón foi muito aclamado por suas obras, especialmente por seu trabalho como crítico de arte.

Entre suas obras destacaram-se: Lua Park (1923) Maelstrom (1929) A Torre de Babel (1930) Catálogo de Pinturas (1934) O Sonâmbulo (1937) Mexican Art Today (Philadelphia Museum of Art, 1943) Pequena Sinfonia do Novo Mundo (1949) Pintura Mexicana Contemporânea (1953) Guatemala, As Linhas de sua Mão (1955) Quinta Estação (1974) e Antologia Poética Miguel Ángel Asturias, quase novela (Miguel Angel Asturias, Almost a Novel) (1991).

 

 

Imagem:  via Wikimedia Commons