Início

Novo "avião invisível" da Força Aérea dos EUA deve fazer primeiro voo em 2023 

Praticamente indetectável por radares, a aeronave poderá transportar mísseis de longo alcance e bombas nucleares
Por History Channel Brasil em 18 de Maio de 2022 às 21:05 HS
Novo "avião invisível" da Força Aérea dos EUA deve fazer primeiro voo em 2023 -0

A Força Aérea dos Estados Unidos planeja fazer os primeiros testes aéreos com seu novo "avião invisível" em 2023. Fabricado pela Northrop Grumman, o B-21 Raider foi concebido para substituir os bombardeiros B-1B, B-2 e B-52. Por ter um formato de "asa voadora", a aeronave militar será quase indetectável por radares. 

Ataques de longo alcance

Até o momento, há seis unidades da aeronave em fabricação, uma das quais já está realizando testes de calibração de carga de guerra. “A qualidade da construção da aeronave (...) fornecerá aos nossos combatentes a vantagem competitiva de que precisaremos para impedir conflitos atuais e futuros, e lutar e vencer caso isso seja necessário", disse o general CQ Brown, Jr., chefe do estado-maior da Força Aérea dos EUA.

Bombardeiro B-21 Raider

Ano passado, foi divulgada uma nova imagem que revelava alguns detalhes do projeto. A ilustração confirmava o formato do nariz do avião, que é mais reto e um pouco mais longo do que o do B-2. Além disso, também foi apresentada a configuração dos para-brisas externos, que parecem sobrancelhas espessas.

Segundo as autoridades, o B-21 fará parte de uma família maior de sistemas convencionais de ataque de longo alcance, utilizados em missões de inteligência, vigilância e reconhecimento, entre outras. A aeronave terá espaço para dois tripulantes, mas também será capaz de operar sem piloto. O bombardeiro também poderá transportar mísseis de cruzeiro de longo alcance e bombas nucleares de queda livre.

Fontes
Aviation Week e Força Aérea dos EUA
Imagens
Força Aérea dos Estados Unidos/Northrop Grumman