CURIOSIDADES

10 curiosidades sobre o piloto que inspirou a banda Barão Vermelho e a Corrida Maluca

Por: HISTORY Brasil

O piloto de caça alemão Manfred Albrecht Freiherr von Richthofen, ou Barão Vermelho, deu nome à banda de rock brasileira, inspirou o personagem da Corrida Maluca e está no jogo League of Legends. Mas como um piloto da Primeira Guerra Mundial que voou por apenas dois anos se tornou essa lenda? 

 



Após 97 anos da sua morte, ainda há biógrafos tentando entender o homem e o mito Barão Vermelho. Para alguns, um herói de guerra com 80 vitórias confirmadas. Para outros, um homem sombrio que colecionava souvenirs das suas vítimas. 

 

Barão Vermelho iniciou a carreira militar na cavalaria, mas migrou para a aviação aos 23 anos de idade e, após um período de aprendizagem, entrou para o combate aéreo. Não foi um piloto excepcional, mas foi excelente estrategista nos ares e se tornou um “às da aviação”. Morreu aos 26 anos de idade, abatido em 21 de abril de 1918 em Amiens, na França



 

10 curiosidades sobre o piloto:

 

1 – Sua imagem é famosa ao lado da aeronave Fokker Dr. I Triplane, mas na realidade passou a maior parte do seu tempo em vários outros modelos de avião. Inclusive, foi no Albatross D que marcou 55 das suas 80 vitórias. No Fokker foram 19. 

 

2 – Sua intenção ao pintar seu avião de vermelho foi deixar claro quem era o autor dos disparos. Ele estava preocupado em receber os créditos pelas mortes. Se orgulhava de ter ficado conhecido como "petit rouge" ou "le diable rouge" entre os franceses.

 

3 – Comparava sua atuação nos ares às caçadas da infância. Oriundo de família nobre, nasceu em 2 de maio de 1892 em Breslau, na Alemanhã (atualmente Wrocław, Polônia). Um dos passatempos de criança era a caça. "Sou um caçador por natureza. Quando derrubo um inglês, minha paixão pela caça se acalma por pelo menos 15 minutos."

 

4 – Como um bom caçador, o Barão Vermelho apreciava troféus. Ele tinha o costume de recolher objetos do inimigo abatido como pás de hélices, números de identificação e metralhadoras. Esses objetos eram cuidadosamente colocados em seu quarto. 

 

5 – Além disso, também encomendava uma taça de prata para cada inimigo abatido. Essa prática foi mantida até 60 taças, quando as limitações no fornecimento de prata na Alemanha o forçaram a interromper a produção das peças.

 

6 – O apelido Barão Vermelho se deve a dois motivos. O título de barão era da família nobre (Freiherr, no original, que significa Senhor Livre. A tradução frequente é barão). Vermelho se deve ao fato do piloto ter pintado seus aviãos de vermelho. 

 

7 – Antes de ser morto em combate, chegou a ser abatido duas vezes. Em uma delas, levou um tiro na cabeça e chegou a ficar cego por um tempo. 

 

8 – Barão Vermelho era muito supersticioso. Ele nunca saia em missão sem ser beijado por alguém querido. 

 

9 - Ele contribuiu com o desenvolvimento do Fokker D.VII com sugestões para superar as deficiências dos caças alemães daquela época, mas morreu dias antes do novo modelo ficar pronto para o combate.

 

10 – Barão Vermelho tinha um irmão que também era piloto – Werner Voss. Eles eram bastante diferentes. Barão Vermelho seguia uma série de orientações básicas para o combate, não estava preocupado com manobras arriscadas e era um estrategista no ar. Já seu irmão era um piloto espetacular, um acrobata na aviação. 

 


 

Fontes: El PaisWar History Online 

Imagem: ChiccoDodiFC/shutterstock.com