PANDEMIA

5 vírus que mudaram a história da humanidade

Nos últimos meses, a pandemia de coronavírus tem afetado a rotina de pessoas em todo o mundo. Na história da humanidade, diversos outros vírus tiveram grande influência sobre a sociedade. Confira abaixo alguns exemplos de como a ciência, a política e outras atividades tiveram seus rumos alterados por doenças virais:

Varíola

A extensão da varíola por toda a Europa fez com que, em 1803, o médico militar espanhol Francisco Javier de Balmis y Berenguer organizasse a “Real Expedição Filantrópica da Vacina”, com o objetivo de imunizar todos os súditos do império espanhol contra a doença. Em 1980, a Organização Mundial da Saúde (OMS) certificou a erradicação da varíola, graças a uma vacinação global.

Vírus da Imunodeficiência Humana e Aids

No final do século XX, o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) foi a primeira grande pandemia enfrentada pela sociedade após a Segunda Guerra Mundial. A presença do vírus modificou costumes, comportamentos, hábitos sanitários, consumo de drogas, métodos de prevenção, práticas de atenção médica e relações sexuais de milhões de pessoas. 

Sarampo

É uma doença viral que pode causar grandes complicações, como cegueira, encefalite, diarreia intensa, infecções do ouvido e pneumonia. Segundo os dados da OMS, em 2018, mais de 140 mil pessoas morreram por sua causa em todo o mundo. O vírus chegou ao continente americano no século XV, junto com os espanhóis, criando uma onda de indígenas infectados, o que facilitou a conquista da região.

SARS-CoV

Foi detectado pela primeira vez no ano de 2002, em Guangdong, na China. É o responsável pela síndrome respiratória aguda grave (SARS), que teve como saldo 8 mil doentes e 774 mortos. Além disso, fez com que o governo chinês impusesse quarentenas e isolamento à população, impedindo o desenvolvimento das práticas comerciais habituais, o que provocou o avanço do comércio eletrônico. 

Febre amarela

Essa doença viral aguda e hemorrágica é ocasionada pelo arbovírus do gênero Flavivírus, que se transmite pelos mosquitos Aedes e Haemogogus. No final do século XIX, a doença colocou um obstáculo nas obras do Canal do Panamá, já que os trabalhadores ficavam doentes ou fugiam por temor ao contágio. Devido ao problema, a conclusão da obra sofreu um atraso de 33 anos.


Fonte: Infobae

Imagens: Shutterstock.com e Wikimedia Commons