MARTE

Camada por camada: NASA revela como é Marte por dentro

Dados da sonda InSight revelaram como é composto o planeta, de sua superfície até seu núcleo
Por: HISTORY Brasil

Até pouco tempo, as várias missões não tripuladas enviadas à Marte se ocuparam de explorar a superfície planetária. Agora, graças ao trabalho da sonda InSight, o Planeta Vermelho começou a ser investigado profundamente, camada por camada, até chegar ao núcleo.

Marte tem núcleo derretido

Graças aos dados fornecidos pelo sismômetro da sonda (equipamento que mede tremores causados por ondas sísmicas), a NASA conseguiu analisar com detalhes as profundezas de Marte. As informações coletadas oferecem detalhes sobre a crosta, o manto e o núcleo de Marte, incluindo a confirmação de que essa última camada do planeta é derretida.



O sismômetro a bordo da sonda InSight registrou 723 movimentos sísmicos, dos quais 35 alcançaram uma magnitude entre 3 e 4 graus, o suficiente para obter dados valiosos sobre o interior marciano. Em termos didáticos, o estudo das ondas sísmicas e suas variações permite saber quão profundo é o solo marciano e como se compõe cada uma de suas camadas. Isso porque a velocidade e a forma das ondas sísmicas são alteradas de acordo com o material que as transporta.

Diferentemente da Terra, Marte não possui placas tectônicas. Em vez disso, segundo a NASA, sua crosta é uma "placa gigante" que se quebra e gera falhas por "tensões causadas pela ligeira contração do planeta à medida que continua a esfriar".



Confira as principais descobertas da InSight sobre as camadas de Marte:

Crosta: De acordo com os dados da InSight, a espessura da crosta marciana é mais fina do que se acreditava anteriormente. Em média, ela varia entre 24 e 72 quilômetros,

Manto: por baixo da crosta, Marte tem um manto de 1500 quilômetros de profundidade, composto por uma camada de rochas com uma litosfera sólida de entre 400 e 600 quilômetros. Isso é muito, comparado aos 100 quilômetros de litosfera da Terra.

Núcleo: com um raio de 1830 quilômetros, o núcleo de Marte é derretido, e suspeita-se que sua densidade é mais baixa do que se estimava. Acredita-se que o núcleo pode conter enxofre, carbono, oxigênio, hidrogênio e níquel.

Segundo os cientistas, os dados coletados sobre Marte poderão ajudar a entender melhor como todos os planetas rochosos se formaram, inclusive a Terra.

 VER MAIS


Fontes:  BBC e NASA

Imagens: iStock e NASA/Reprodução