ESPAÇO

As celebridades que são donas de terrenos em Marte e na Lua

Por: HISTORY Brasil

Em 1967, a Organização das Nações Unidas (ONU) estabeleceu o Tratado do Espaço Sideral, para que nenhum país pudesse se apossar de um planeta ou de uma estrela. No entanto, o empresário norte-americano Dennis Hope aproveitou uma brecha legal para se proclamar dono do satélite natural da Terra e de todos os planetas do Sistema Solar.

Tudo começou quando, em 1980, Hope encontrou um detalhe importante: como o tratado não fazia menção a pessoas ou empresas, ele pediu à justiça dos Estados Unidos que lhe concedesse a Lua como sua propriedade. Dessa forma, ele registrou o satélite e todos os planetas do Sistema Solar em seu nome.



Algum tempo mais tarde, e com os astros já em seu poder, ele dividiu em hectares os solos planetários e vendeu os terrenos de sua propriedade na Lua, Mercúrio, Marte e Vênus: seu patrimônio aumentou em 9 milhões de dólares. Além de vender 600 propriedades em duas semanas, ele explicou que a Lua está dividida para a criação de casas até espaços públicos.



Segundo Hope, muitas celebridades e políticos teriam comprado suas propriedades galácticas. Entre elas, estariam a rainha Elizabeth II, Tom Hanks, Nicole Kidman, John Travolta, George Bush, Ronald Reagan, Jimmy Carter, Clint Eastwood e Mick Jagger já possuem hectares nos corpos celestes que se encontram no Sistema Solar. Há alguns anos, o empreendedor espacial chegou a afirmar que um governador brasileiro estava entre seus clientes (apesar de ele não lembrar o nome do comprador).

Entretanto, o negócio imobiliário espacial de Hope tem pouca base legal. Segundo o Artigo VI do Tratado do Espaço Sideral das Nações Unidas: “As atividades de entidades não governamentais no espaço sideral, incluindo a Lua e os outros corpos celestes, dependem da autorização e supervisão contínua do competente Estado Parte no Tratado”.


Fontes: La Nación e G1

Imagens:  Shutterstock.com e SpaceX/Divulgação