CHINA

China: arqueólogos encontram uma cidade fortificada de 5200 anos

Acredita-se que as ruínas sejam época da cultura Qujialing, civilização do período neolítico
Por: HISTORY Brasil

Durante escavações arqueológicas na região de Fenghuangzui, na China, arqueólogos encontraram vestígios de uma cidade fortificada milenar. Segundo os especialistas, as ruínas têm entre 3900 e 5200 anos. Durante sete meses de trabalho, os arqueólogos desenterraram mais de 450 metros quadrados, de um total de 140 mil, e descobriram uma fossa e uma muralha.

Importante centro militar e político

Devido às características das relíquias encontradas, que incluem cerâmicas, ferramentas de pedra e de jade, os especialistas acreditam que os objetos sejam da época da cultura Qujialing, civilização neolítica que existiu entre os anos 3400 e 2600 a.C. Além das fossas e da muralha, a pesquisa também encontrou seis casas, vários túmulos, fornos de cerâmica e fundações de argila.



No total, o sítio arqueológico de Fenghuangzui, junto aos assentamentos circundantes, possui uma extensão de cerca de 500 mil metros quadrados. Ali se encontram vestígios arquitetônicos do que foi essa enorme cidade, construída com técnicas consideradas avançadas para a época.



A descoberta de numerosos adornos de jade e turquesa sugere que a cidade pode ter funcionado como um importante centro regional. Além disso, sua localização indica que ela também exercia um papel militar proeminente.

VER MAIS:


Fontes: Clarín e China.org

Imagens: Província de Hubei/Reprodução