ESPAÇO

Cientistas conseguem capturar a luz das primeiras estrelas do universo

Por: HISTORY Brasil

Um grupo internacional de cientistas, liderado pelo astrofísico da Universidade do Estado do Arizona, nos EUA, Judd Bowman, foi capaz de detectar, pela primeira vez na história, a luz das primeiras estrelas do universo, formadas aproximadamente 180 milhões de anos após o Big Bang. Embora o sinal ainda não tenha sido confirmado, vários físicos de diferentes partes do mundo afirmaram que a descoberta parece ser verdadeira. 

Vídeo relacionado:

“Essa é primeira vez que vemos um sinal proveniente do início do universo, além do clarão do Big Bang”, declarou Bowman, entusiasmado com a descoberta. Essa revelação foi possível devido ao fato de o hidrogênio ter absorvido parte dessa luz primordial, deixando uma espécie de “impressão digital” na radiação de fundo. Isso indicaria que o gás com o qual o Universo primitivo se formou era muito mais frio do que se pensava.



Entender essas estrelas primordiais é muito importante para a ciência. Isso porque as explosões que causaram a morte delas resultaram na sopa de elementos mais pesados (como carbono e oxigênio) que produziram as estrelas mais recentes. “Se quisermos realmente conhecer as nossas origens cósmicas, esse é um passo crucial", disse Bowman.

Fonte: Nature 

Imagem: Aphelleon/Shutterstock.com