clima

Com 48,8°C, Itália registra maior temperatura da história da Europa

A forte onda de calor está sendo causada pelo anticiclone Lúcifer, vindo da África
Por: HISTORY Brasil

Em meio a uma onda de calor sem precedentes, os termômetros da ilha da Sicília, na Itália, marcaram 48,8°C. Pode se tratar da maior temperatura já registrada na Europa. O recorde ainda precisa ser confirmado pela Organização Meteorológica Mundial (OMM).

Recorde de temperatura

A temperatura altíssima foi registrada na cidade de Siracusa. Caso seja confirmada, a marca irá superar o recorde anterior, quando termômetros apontaram 48°C em Atenas, em 1977. A forte onda de calor que atinge a Itália está sendo causada por um anticiclone (apelidado de Lúcifer) vindo da África. 



A previsão é que o anticiclone siga para o norte através da Itália continental, também provocando um grande aumento de temperaturas em outras cidades, como Roma. Embora a capital italiana tenha muitas fontes, o serviço de Proteção Civil montou vários pontos de abastecimento de garrafas de água para os romanos e os milhares de turistas que circulam pela cidade diariamente.

Há alguns dias, um relatório da ONU culpou a humanidade pelas mudanças climáticas que afetam o planeta. De acordo com o documento, a atividade humana (principalmente a produção de CO2 atmosférico a partir da queima de combustíveis fósseis) causou o aquecimento global a uma taxa sem precedentes nos últimos dois mil anos. Os cientistas alertam que se o aquecimento atual continuar, pode haver um aumento de 2° C na temperatura média até 2050, o que tornará as condições climáticas ainda mais extremas.

VER MAIS




Fontes: BBC e Infobae

Imagem: iStock