BURACO NEGRO

Descoberta histórica prova que Stephen Hawking tinha razão

Novo estudo sobre buracos negro pode dar pistas sobre as leis misteriosas que regem o Universo
Por: HISTORY Brasil

Uma famosa teoria de Stephen Hawking sobre buracos negros acaba de ser confirmada em um novo estudo. Para isso, a equipe de cientistas analisou dados das primeiras ondas gravitacionais já detectadas. A pesquisa pode dar pistas sobre as leis misteriosas que regem o Universo.

Superfície de um buraco negro não diminui

Segundo um teorema elaborado por Hawking no início dos anos 1970, é impossível que a área de superfície de um buraco negro diminua com o tempo. Essa teoria sempre fascinou cientistas porque ela está relacionada com a segunda lei da termodinâmica. Segundo essa proposição, a entropia (ou desordem) de um sistema fechado deve sempre aumentar e nunca diminuir.



Para testar a teoria de Hawking, os pesquisadores analisaram as ondas gravitacionais (ondulações na estrutura do espaço-tempo) criadas há 1,3 bilhão de anos por dois buracos negros gigantes enquanto giravam um em direção ao outro em alta velocidade até se fundirem. Os cientistas dividiram os dados das ondas em dois segmentos de tempo, antes e depois da fusão, e calcularam as áreas da superfície dos buracos negros em cada período. 

Os cientistas observaram então que a área de superfície do buraco negro recém-formado era maior do que a dos dois buracos negros iniciais combinados. O resultado confirmou a lei da área de Hawking com um nível de confiança de mais de 95%. A pesquisa foi liderada pelo astrofísico Maximiliano Isi, do Massachusetts Institute of Technology (MIT) e publicada na revista científica Physical Review Letters.



VER MAIS


Fontes: Live Science e Science News

Imagens: NASA/Paul Alers, via Wikimedia Commons e Koca Vehbi/Shutterstock.com