ESPAÇO

Descobertas "estradas estelares de via rápida" que podem facilitar viagens no Sistema Solar

Por: HISTORY Brasil

Astrônomos descobriram recentemente uma espécie de rede de "estradas de via rápida"  por onde objetos poderiam trafegar em alta velocidade no nosso sistema solar. De acordo com os pesquisadores, essa "autopista celestial" reduziria para algumas décadas o tempo de viagens que normalmente durariam centenas de anos. Nessas rotas recém-descobertas, cometas e asteroides poderiam cobrir uma distância praticamente equivalente a uma viagem entre Júpiter e Netuno em menos de 10 anos. 

No estudo, os astrônomos compilaram dados numéricos de milhões de órbitas em nosso sistema solar. As "estradas" descobertas consistem em uma série de arcos conectados, conhecidos como coletores espaciais que se estendem até além de Urano. Esses coletores podem ser usados em uma técnica conhecida como Assistência Gravitacional, usada em viagens espaciais. O termo é utilizado para definir a utilização do movimento relativo e a gravidade de um planeta ou outro corpo celeste com o objetivo de alterar a trajetória e a velocidade de uma espaçonave. Isso proporciona economia de combustível, tempo ou recursos financeiros.



O estudo indica que essas estruturas são ligadas a Júpiter, o planeta mais antigo de nossa galáxia, que exerce forte influência gravitacional em nosso sistema solar.  "Simplificando, essas estradas são inteiramente produzidas pelos planetas", disse Aaron Rosengren, professor do Departamento de Engenharia Mecânica e Aeroespacial da UC San Diego e um dos autores do artigo. "Asteroides, cometas, etc., são candidatos a viajar por eles, mas eles não produzem suas próprias 'rotas rápidas'. Júpiter, sendo o corpo mais maciço em nosso sistema planetário, é responsável pela maioria das estruturas que descobrimos, mas cada planeta gera 'arcos' semelhantes e todas essas estruturas podem interagir para produzir rotas de transporte bastante complicadas", completou.

De acordo com os pesquisadores, a utilização dessas "superestradas" pode reduzir significativamente o tempo necessário para visitar os confins do Sistema Solar. Elas também podem tornar essas viagens mais eficientes, reduzindo a quantidade de energia envolvida para impulsionar as espaçonaves.




Fontes: Engadget, Science Alert e Universidade de San Diego

Imagens: Shutterstock.com