EXOPLANETAS

Dezenas de planetas podem oferecer melhores condições de abrigar vida do que a Terra

Até hoje nunca foi comprovada a existência de vida fora da Terra. Mas, segundo um novo estudo, isso não quer dizer que nosso planeta seja o melhor abrigo para seres vivos no universo. Os pesquisadores identificaram duas dezenas de exoplanetas que podem oferecer condições de vida mais adequadas do que as nossas. 

O estudo, conduzido pelo cientista Dirk Schulze-Makuch, da Washington State University, foi publicado recentemente na revista Astrobiology. A pesquisa detalha as características de planetas potencialmente "super-habitáveis" fora do nosso sistema solar. Entre eles, estão alguns que são mais antigos, um pouco maiores, mais quentes e possivelmente mais úmidos que a Terra. 

Os 24 principais candidatos a planetas super-habitáveis estão a mais de 100 anos-luz de distância da Terra. O pesquisador salienta que habitabilidade não significa que esses planetas definitivamente tenham vida, apenas que oferecem as condições capazes de abrigar seres vivos. “Às vezes é difícil de entender o conceito de planetas super-habitáveis porque pensamos que somos o melhor planeta”, disse Schulze-Makuch. 

Entre os principais parâmetros para ser considerado super-habitável, um exoplaneta deve girar em torno de uma estrela de tamanho e duração de vida "certos", ter maior gravidade que a Terra, além de ser mais quente e úmido que o nosso planeta. Segundo os pesquisadores, apenas um dos planetas observados possui as quatro características mais importantes para abrigar vida. 

"Temos que nos concentrar em certos planetas que possuem as condições mais promissoras para a existência de vida complexa. No entanto, temos que ter cuidado para não ficarmos presos à procura de uma segunda Terra, porque pode haver planetas que podem ser mais adequados para a vida do que o nosso", afirmou Schulze-Makuch.


Fonte: Live Science e Washington State University

Imagem: NASA Ames/SETI Institute/JPL-Caltech