ESCULTURAS

Escultura do século XVIII furtada de igreja há 46 anos é recuperada no Rio de Janeiro

Por: HISTORY Brasil

Em 1974, uma escultura barroca do século XVIII foi furtada da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. A imagem representa Betsabá, que é descrita na Bíblia como esposa do rei Davi e mãe do rei Salomão. Desde 2016 ela constava na lista de bens procurados pela Interpol.

O paradeiro da obra começou a ser desvendado pela Mitra Diocesana de Duque de Caxias, instituição responsável pela Igreja do Pilar. A equipe de historiadores e restauradores do órgão identificou a imagem em um catálogo de obras de arte. A partir da suspeita, o Ministério Público e a Polícia Federal (PF) foram acionados para dar início aos procedimentos de denúncia e investigação.



A escultura acabou sendo localizada e apreendida em Belo Horizonte (MG). A obra integrava ilegalmente o acervo de um colecionador privado. Após ser recuperada, a imagem será acomodada junto a outras peças que compõem o acervo da Mitra.

A origem da escultura de 1,20 m remonta à primeira metade do século XVIII. Apesar de apresentar fissuras e de faltarem alguns dedos, no geral apresenta bom estado de conservação. Ao lado da imagem do rei Davi, a peça faz parte de um conjunto escultórico. Enquanto Betsabá é apresentada de braços abertos, o seu par aparece tocando harpa. A imagem do rei Davi, que também havia sido furtada,  foi apreendida pela PF e encontra-se atualmente em uma delegacia de São Paulo. 




Fonte: Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)

Imagens: Iphan/Divulgação