PALEONTOLOGIA

Fósseis de cobras e aves da época dos dinossauros são encontrados no interior de SP

Fósseis de répteis e aves que viveram no período cretáceo foram encontrados em Presidente Prudente, no interior de São Paulo. Entre os achados, estão esqueletos de cobras e um crânio de pássaro de cerca de 80 milhões de anos. Os materiais estão em estudo no Museu de Paleontologia de Marília.

A descoberta foi feita em um sítio paleontológico localizado entre o Parque Girassóis e o bairro São João. Um dos esqueletos fossilizados possui cerca de 60 vértebras, sendo muito semelhante aos de serpentes de hoje. Outro se juntava aos fragmentos de um crânio (que possivelmente contém dentes).

Encontrar fósseis de serpentes do período cretáceo é algo raro. Segundo o paleontólogo Willian Roberto Nava, esta é apenas a terceira vez que uma descoberta do tipo acontece no Brasil. Já a ave cujo fóssil foi encontrado é do grupo enantiornithes, que viveu no fim do cretáceo.

No mesmo sítio paleontológico já foram encontrados outros fósseis de aves. Eles representam 90% das descobertas feitas no local, que recebe pesquisadores desde 2004. Segundo Nava, a nova descoberta ganhará destaque e deve resultar na publicação de artigo em revista de referência na área da ciência ainda neste ano. 


Fontes: Prefeitura de Presidente Prudente e Estadão

Imagens: Prefeitura de Presidente Prudente/Reprodução