PALEONTOLOGIA

Fósseis de criaturas de 295 milhões de anos são encontrados no sul do Brasil

Os conodontes são considerados ancestrais dos peixes atuais
Por: HISTORY Brasil

Pesquisadores da Universidade do Contestado (UnC) encontraram microfósseis de criaturas extintas que viveram há cerca de 295 milhões de anos em Santa Catarina. Os conodontes são considerados ancestrais dos peixes atuais. Evidências de exemplares da espécie foram descobertas em um sítio paleontológico na cidade de Mafra.

Dentes de conodontes

Essas criaturas eram parecidas com as atuais enguias, apresentando corpo alongado e simetria bilateral. Mas elas eram minúsculas, medindo 2 e 3 milímetros de largura e 40 milímetros de comprimento. Os conodontes tinham olhos, dentes e barbatanas.




Microfósseis de conodontes encontrados nos EUA

Por serem estruturas mais resistentes, são os dentes que formam os vestígios mais encontrados na região de Mafra. Outras partes dos corpos dos conodontes não foram localizadas. Segundo os pesquisadores, isso acontece porque o esqueleto das criaturas era cartilaginoso e muito frágil, portanto difícil de preservar como fóssil.

Os conodontes surgiram há pelo menos 500 milhões de anos. Eles são considerados um dos primeiros animais vertebrados a surgirem no planeta, sendo ancestrais dos peixes e de todos os organismos com coluna vertebral. Os estudos desses microfósseis possibilitam entender o clima e a biogeografia dos oceanos na Era Paleozoica.



VER MAIS


Fontes: NSC Total e G1

Imagens: Museu da Terra e da Vida do Centro Paleontológico da Universidade do Contestado em Mafra, via Laboratório de Conodontes e Foraminíferos - UFRGS e Wikimedia Commons