natureza

Girafas anãs são avistadas pela primeira vez na natureza

Pesquisadores avistaram duas girafas anãs pela primeira vez na natureza. A primeira foi observada durante uma pesquisa de monitoramento populacional desses animais no Parque Nacional de Murchison Falls, em Uganda. A segunda foi vista em uma propriedade particular na Namíbia.

Ao observar os animais, os pesquisadores ficaram intrigados com suas dimensões. Mas, para confirmar o tamanho das girafas é preciso medi-las, o que é um desafio. Para não perturbá-las na natureza, os pesquisadores usam uma técnica chamada fotogrametria, que permite fazer medições precisas a partir de fotografias. 

Por meio da técnica, os cientistas constataram que as girafas eram realmente anãs. Os pesquisadores mediram as dimensões dos membros dos dois animais e descobriram que eles tinham pernas mais curtas do que as girafas normais. Curiosamente, a girafa de Uganda, apesar de sua baixa estatura apresenta um comprimento do pescoço mais longo do que o de animais que não sofrem de nanismo.

Segundo os pesquisadores é a primeira vez que este tipo de displasia esquelética foi relatado em girafas selvagens. Os pesquisadores acreditam que o problema esteja relacionado com algum distúrbio genético. “Os casos de animais selvagens com esses tipos de displasias esqueléticas são muito raros”, disse o biólogo Michael Brown, líder do estudo.  Confira abaixo um vídeo que mostra uma das girafas:


Fonte: IFLScience

Imagens: Michael Brown/Creative Commons Attribution 4.0