ESPAÇO

Hipótese de que Oumuamua pode ser objeto criado por alienígenas volta a ser levantada

Uma pesquisa recente parecia ter desvendado o mistério a respeito do objeto interestelar Oumuamua. Segundo cientistas das Universidades de Yale e Chicago, o estranho visitante espacial seria um gigantesco iceberg de hidrogênio molecular. Mas um novo estudo contesta essa conclusão e levanta a hipótese de que o objeto tenha sido criado por alienígenas.

Por se tratar do primeiro objeto de fora do sistema solar já avistado, o Oumuamua (que significa "mensageiro que vem do passado distante" em havaiano) estampou as manchetes quando foi descoberto. Suas propriedades estranhas, como o formato de charuto e seu modo de aceleração que não pode ser explicado pela gravidade, deixaram os cientistas confusos. O objeto estranho se move como um cometa, mas sem evidência aparente de uma cauda. "O único tipo de gelo que realmente explica sua aceleração é o hidrogênio molecular", disse na época Darryl Seligman, da Universidade de Chicago. 

Mas o novo estudo, assinado pelos astrofísicos Abraham "Avi" Loeb, da Universidade de Harvard, e Thiem Hoang, do Instituto de Astronomia e Ciência Espacial da Coreia, discorda dessa explicação. Os autores da pesquisa argumentam que a hipótese do hidrogênio molecular ser responsável pela aceleração do Oumuamua não funcionaria na vida real. Segundo eles, se um iceberg de hidrogênio viajasse centenas de milhões de anos através do espaço interestelar, ele já teria se despedaçado, cozido pela luz das estrelas.

Como a hipótese do hidrogênio molecular seria incapaz de explicar a aceleração do Oumuamua, então a possibilidade do objeto ser alguma espécie de tecnologia alienígena não poderia ser descartada. Avi Loeb já havia levantado essa teoria em um estudo anterior. "O Oumuamua pode ser uma sonda perfeitamente operacional enviada intencionalmente à Terra por uma civilização alienígena vizinha", dizia um estudo dele escrito em parceria com o cientista Shmuel Bialy.

Os pesquisadores defendiam a hipótese de que o Oumuamua poderia ser "uma vela solar, flutuando no espaço interestelar como detrito cósmico de uma equipamento tecnológico avançado".  Ao que tudo indica, Loeb deve defender a hipótese em um livro  livro chamado "Extraterrestrial: The First Sign of Intelligent Life Beyond Earth" ("Extraterrestre: o primeiro sinal de vida inteligente fora da Terra, em tradução livre"), programado para ser lançado em breve. Como a teoria da tecnologia alienígena é bastante inusitada, a maior parte dos cientistas acredita que haja outra explicação mais convencional para a aceleração do objeto.


Fonte: Live Science

Imagem: European Southern Observatory/M. Kornmesse