meio ambiente

Jiboia mais rara do mundo é encontrada por acaso no interior de São Paulo

A jiboia-da-ribeira (Corallus cropanii) é considerada uma das serpentes mais raras do mundo. A espécie foi identificada pela primeira vez há mais de 60 anos em Miracatu, cidade no Vale do Ribeira, interior de São Paulo. Depois disso, um outro exemplar só havia sido capturado em 2017. Agora, mais um desses animais voltou a ser encontrado por acaso na região do Parque Estadual Intervales.

O animal foi resgatado com vida por moradores do Bairro Guapiruvu, em Sete Barras (SP), mesma cidade onde o outro exemplar havia sido localizado há quase quatro anos. A serpente encontrada é uma fêmea adulta que mede 1,35 metro de comprimento e pesa 1,2 kg. Os dois animais foram capturados graças a um projeto de educação e conservação ambiental realizado desde 2016 com moradores da região. 

Segundo o biólogo Bruno Rocha, a serpente será mantida em cativeiro para exames e estudos. Depois, o animal vai ser solto na natureza com um aparelho de telemetria para monitorar sua trajetória.

“Essa espécie foi descrita há mais de meio século, e passou os  últimos 60 anos sem ser avistada. Ela já era considerada extinta na natureza por muitos pesquisadores. Pode-se atribuir seu reaparecimento a dois fatores locais essenciais: a qualidade da preservação do Parque e o esforço de busca ativa da comunidade do Guapiruvu",  disse Thiago Borges Conforti, gestor do Parque Estadual Intervales. A Corallus cropanii foi descrita em 1953 pelo herpetólogo Alphonse Richard Hoge, do Instituto Butantan, com base em um único exemplar, que foi trazido vivo até ele por um morador de Miracatu. 


Fontes: G1 e Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo

Imagem: Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo/Divulgação