papai noel

A lenda de São Nicolau: o verdadeiro Papai Noel

Por: HISTORY Brasil

As origens da lenda do Papai Noel estão em um monge chamado São Nicolau, que viveu há mais de 1700 anos. Acredita-se que Nicolau nasceu por volta de 280 d.C. em Patara, na atual Turquia. O santo era muito admirado por sua piedade e gentileza. De acordo com a tradição, ele doou toda a riqueza que havia herdado e viajou pelo campo ajudando os pobres e doentes. 

Uma das histórias mais conhecidas de São Nicolau conta que ele salvou três irmãs pobres de serem vendidas como escravas ou prostitutas por seu pai, dando-lhes um dote para que pudessem se casar. Outra lenda famosa diz que ele ressuscitou três meninos que haviam sido mortos por um açougueiro que venderia a carne deles em seu estabelecimento. Ao longo dos anos, a popularidade de Nicolau se espalhou e ele se tornou conhecido como o santo protetor das crianças e dos marinheiros. Seu dia é celebrado no aniversário de sua morte, 6 de dezembro. 



Durante a Renascença, São Nicolau era considerado o santo mais popular da Europa. Mesmo depois da Reforma Protestante, quando a veneração dos santos começou a ser desencorajada, ele manteve sua popularidade, especialmente na Holanda. Com o tempo, na cultura holandesa, o histórico santo se transformou em uma figura mágica com uma longa barba, roupas vermelhas e que distribuía presentes para crianças que se comportaram bem durante o ano. Nascia assim a lenda do Sinterklaas (forma abreviada do nome "São Nicolau" em holandês).

A tradição europeia de Sinterklaas foi importada para a América do Norte pelos primeiros colonizadores holandeses, dando origem ao personagem conhecido como Santa Claus (como o Papai Noel é chamado em inglês). Em 1822, no poema "Véspera de Natal", o escritor Clement Clarke Moore descrevia o personagem como "um senhor feliz, vestido em roupas de pele e trazendo um saco cheio de brinquedos". A figura mítica também tinha barba branca, bochechas rosadas e uma grande barriga. 



A imagem que se tem hoje do Papai Noel surgiu em 1876, a partir da descrição de Moore. Foi obra do cartunista americano Thomas Nast, que retratou São Nicolau na capa da revista "Harper's Weekly". Nas primeiras décadas do século XX, o bom velhinho cruzou as fronteiras dos EUA e começou a se popularizar em todo o mundo. No Brasil, ele começou a ser chamado de Papai Noel por influência do nome do personagem em francês, Père Noël (Pai Natal).


Imagens: Shutterstock.com e Thomas Nast, via Wikimedia Commons