astronomia

Madrugada desta quarta-feira será de "Superlua de Sangue"

Eclipse lunar acontecerá quando o satélite natural está no ponto orbital mais próximo da Terra
Por: HISTORY Brasil

Dois fenômenos astronômicos acontecem nos céus na madrugada desta quarta-feira (26 de maio). Em primeiro lugar, teremos a maior superlua do ano. Além disso, haverá um eclipse lunar. A ocorrência dos eventos de forma simultânea costuma ser chamada de "Lua de Sangue".

O que é a Lua de Sangue?

A superlua acontece quando a Lua cheia está no perigeu (ponto orbital mais próximo da Terra). Durante esse período, o satélite natural fica a 363 mil quilômetros do nosso planeta. Quando isso acontece, ela parece cerca de 8% maior do que quando está no apogeu (ponto mais distante). 



A junção dos dois fenômenos, eclipse lunar e superlua, causa a Lua de Sangue (a cor avermelhada deve-se a uma relação entre a proximidade da Lua com a atmosfera terrestre e os raios solares). O fenômeno da superlua poderá ser observado no Brasil, no horizonte a leste. Já o eclipse será quase impossível de ser visto no nosso país, pois acontecerá no amanhecer do dia. 



Os melhores lugares para observar o eclipse serão a Austrália, o leste da Ásia e algumas regiões dos Estados Unidos. No Brasil, ele vai começar às 5h48, com a entrada da Lua na penumbra. Já o início da totalidade do fenômeno deve acontecer a partir das 8h11, durando até as 8h26. Quem quiser acompanhar a Superlua de Sangue ao vivo poderá acessar o site do observatório Griffith, de Los Angeles, que transmitirá o fenômeno a partir das 5h45 (horário de Brasília).

VER MAIS:


Fontes:  CNN, Tecmundo,  Jovem Nerd e Brasil Escola

Imagens: Istock.com