GEOLOGIA

Mistério na Antártida: raro mineral marciano é encontrado no gelo

Um grupo de cientistas encontrou na Antártida um mineral bem particular, muito raro na Terra, mas abundante em Marte. Segundo a revista Science, os pesquisadores fizeram a descoberta enquanto perfuravam a quase dois quilômetros de profundidade no gelo. O material, chamado jarosita, precisa tanto de água como de condições ácidas para se formar, segundo a NASA.

A princípio, essas condições também tornariam difícil localizar a jarosita no Planeta Vermelho. No entanto, após a sonda Opportunity descobrir o mineral em Marte, em 2004, ele voltou a ser encontrado em vários lugares do terreno marciano, o que fez com que os cientistas se perguntassem como o material pôde ter se tornado tão comum por lá.



A presença da jarosita em Marte nunca foi bem compreendida. Segundo os cientistas, o minério é um sulfato hidratado de potássio e ferro. Alguns especialistas acreditam que, quando o planeta era coberto de gelo, há bilhões de anos, ferro e potássio podem ter ficado presos em seu interior, criando as condições necessárias para a formação do minério. A nova descoberta na Antártida pode reforçar essa hipótese.

A jarosita terrestre é um mineral raro, que surge nos dejetos minerais expostos ao ar e à chuva, que também pode se formar perto das aberturas dos vulcões. Por isso os cientistas se surpreenderam ao encontrá-lo em um núcleo de gelo de quase 1620 metros de profundidade. Segundo os pesquisadores, a descoberta de partículas de jarosita nessas condições na Antártida pode comprovar a teoria de que o minério foi formado em Marte quando o Planeta Vermelho era um mundo gelado. 


Fonte: Science Magazine



Imagens: Wikimedia Commons e Shutterstock.com