ASTEROIDES

NASA diz que asteroide Apophis não deverá atingir a Terra nos próximos 100 anos

Possível impacto seria equivalente ao da bomba russa Tsar, o artefato nuclear mais potente do mundo
Por: HISTORY Brasil

O asteroide Apophis vem sendo monitorado há anos devido a suas chances de colidir com a Terra. Mas os terráqueos podem respirar aliviados: segundo a NASA, o objeto não representa uma ameaça ao nosso planeta em curto prazo. Um novo estudo da agência espacial dos Estados Unidos indica que ao menos nos próximos 100 anos estaremos a salvo dele.

Estudos anteriores apontavam que o Apophis poderia se chocar contra a Terra em 2029 ou 2036, mas essas hipóteses foram descartadas. Outra data provável seria 2068, mas uma nova análise derrubou essa previsão. "Um impacto em 2068 não é mais considerado possível, e nossos cálculos não mostram nenhum risco de impacto pelo menos nos próximos 100 anos", disse Davide Farnocchia, cientista da NASA que estuda objetos próximos à Terra.



Consequências do impacto do asteroide Apophis

Caso um asteroide das mesmas dimensões do Apophis atingisse nosso planeta, o impacto seria equivalente ao da bomba russa Tsar, o artefato nuclear mais potente do mundo. De acordo com especialistas, a colisão resultaria em uma cratera de mais de quatro quilômetros de diâmetro. Apesar da destruição causada, isso não seria suficiente para acabar com a vida na Terra.

O Apophis tem esse nome em alusão ao deus egípcio do mesmo nome. Essa divindade é associada ao caos e à escuridão. Apesar de ser descrito como uma grande serpente na maioria dos textos, às vezes ele é representado como um crocodilo.

VER MAIS:




Fonte: BBC

Imagem: Shutterstock.com